Press release / July 25, 2018

Resposta de Global Witness ao comentário do presidente Temer sobre "A que preço?"

Ben Leather, ativista sênior da Global Witness, disse:

O fato de o presidente Temer ter atacado o nosso relatório e questionado a nossa integridade é emblemático da sua atitute governamental em relação aos direitos humanos e àqueles que os protegem. Usar o termo “notícias falsas”, tal como usa o presidente Trump, é irresponsável e decepcionante em todos os níveis.

A metodologia da Global Witness é rigorosa, e os nossos dados passam por um processo de verificação. Mas ele está certo em perguntar sobre os números, pois, é muito provável que o número de ativistas assassinados seja muito maior do que somos capazes de documentar. Sem falar daqueles que são ameaçados, atacados, intimidados e criminalizados por defender o direito à terra e o nosso meio ambiente.

O Brasil é o país mais perigoso para o ativismo fundiário e ambiental. No entanto, se os defensores não são protegidos, então os direitos de todos nós correm o risco de serem fragilizados por grandes empresas e políticos corruptos. O presidente Temer e todos os candidatos da próxima eleição presidencial deveriam se comprometer a enfrentar este problema, fortalecer as instituições que protegem o direito à terra, os indígenas e defensores dos direitos humanos, bem como assegurar que justiça seja feita.

O aumento do orçamento do Programa de Proteção aos Defensores dos Direitos Humanos é um passo bem-vindo e na direção certa, mas ele precisa ser efetivamente implementado ao redor de todo o país, de maneira prioritária. 

/ ENDS

Contacts

Ben Leather, Campaigner, Land and Environmental Rights Defenders

[email protected]

44 (0)7841 337 034

Billy Kyte, Environmental and Land Defenders, Campaign Leader

[email protected]

+44 (0)7703671308

Recent press releases